2018

Curso de Atualização – Etnografias urbanas: práticas culturais na metrópole

Universidade de São Paulo

Pesquisadores da Argonautas organizaram e participaram das aulas do curso, que teve como objetivo apresentar e discutir o quadro teórico da Antropologia e, em especial, da Antropologia Urbana, com base em alguns autores da bibliografia clássica com ênfase, contudo, em autores contemporâneos voltados para a análise da dinâmica cultural contemporânea, especialmente nos centros urbanos. Foram elencados estudos e pesquisas específicos sobre cada um dos itens do curso – mobilidade urbana, práticas corporais no espaço público, gênero e sexualidade, manifestações e conflitos no campo da religiosidade, equipamentos de cultura e lazer, técnicas e métodos de pesquisa.

Informações Gerais:

Período de Matrícula: 23/04/2018 a 04/05/2018
Período de Realização: 08/05/2018 a 10/07/2018
Dia e horário:  Terça-feira, das 19:00 às 22:00
Local: Prédio da Filosofia e Ciências Sociais, Av. Prof. Luciano Gualberto, 315, Cidade Universitária. Sala 24

*****

Expedição Etnográfica no bairro de Pinheiros – SP

Substantivo

Durante 10 dias do mês de abril de 2018, uma equipe formada por 4 antropólogos da Argonautas – Pesquisa Etnográfica visitou o bairro de Pinheiros para a realização de uma expedição etnográfica em que se utilizaram os métodos da observação participante, mapeamento e registro fotográfico. Esse trabalho de campo tinha como objetivo explorar o território de Pinheiros para compreender seu espaço, os diferentes atores que convivem nesses territórios e as regras a partir das quais as atividades cotidianas são levadas a cabo. Totalizando cerca de 280h de observação (7 horas diárias por pesquisador), alguns eixos de análise foram elencados para compreender os principais aspectos da cultura, atores sociais e modos de vida do bairro. Sem pretender esgotar a compreensão sobre a região, o objetivo foi reunir um panorama que apresente possíveis caminhos de entendimento e pistas explicativas sobre o território estudado.

*****

Expedição Etnográfica no bairro do Paraíso – SP

Substantivo

Uma equipe formada por 3 pesquisadores antropólogos da Argonautas – Pesquisa Etnográfica visitou a região que entrelaça os bairros Paraíso e Vila Mariana, durante cinco dias entre os meses de setembro e outubro, para a realização de uma expedição etnográfica em que se utilizaram os métodos da observação participante, mapeamento e registro fotográfico. Esse trabalho de campo tinha como objetivo explorar o território dos bairros Paraíso e Vila Mariana para compreender seu espaço, os diferentes atores que convivem nesses territórios e os valores por eles atrelados aos territórios observados. Totalizando cerca de 120h de observação (8 horas diárias por pesquisador), alguns eixos de análise foram elencados para compreender os principais aspectos dos modos de vida acionados pelos atores sociais dos bairros e suas percepções acerca da região.

*****

Projeto CEU, Memórias e Ação

Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SP)

Entre os meses de setembro e dezembro de 2018, pesquisadores da Argonautas coordenaram a realização de workshops de pesquisa etnográfica para o projeto CEU Memórias e Ação, promovido pela Coordenação dos CEUs (Centros Educacionais Unificados) da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. O Projeto CEU Memórias e Ação busca transformar cada CEU em um centro de memória de seu respectivo bairro, retomando a proposta originalmente concebida para a criação do Museu da Cidade, da qual o Núcleo de Antropologia Urbana participou em 2004 com a Expedição São Paulo 400 anos. Os workshops foram ministrados para funcionários dos CEUs e membros das comunidades, que foram convidados a exercitar o olhar etnográfico no ambiente dos CEUs e percorrer seu entorno, encontrando ali diferentes formas de práticas culturais, temporalidades e inscrições de memória. Por fim, foi produzido um relatório final com os resultados das pesquisas e uma reflexão teórico-metodológica sobre antropologia urbana e memória.